Monthly Archives: janeiro 2021

Farmacêutico militar mantem as fronteiras abastecidas com medicamentos da melhor forma possível

Mizael Paiva Louzada, tem 37 anos, é graduado em Farmácia-Bioquímica (última turma de análises clínicas do país), pela Escola de Ensino Superior do Educandário Seráfico São Francisco de Assis, ESESFA, Santa Teresa, Espírito Santo, Brasil.
Possui formação complementar em análises clínicas e microbiológicas e farmácia clínica direcionada à prescrição farmacêutica.
Atualmente serve ao exército brasileiro como farmacêutico-bioquímico, atuando tanto no laboratório de análises clínicas do Posto Médico de Guarnição de Rio Branco, quanto na farmácia, licitando os medicamentos e materiais médico-hospitalares.
Atuou também como farmacêutico-bioquímico no Centro de Apoio Diagnóstico – CAD, Laboratório de Análises Clínicas Polidoro, Labclin – Auxílio Diagnóstico (sócio-proprietário), Hospital da Família de Santa Rosa do Purus e como pesquisador na Fundação de Tecnologia do Estado do Acre – Funtac, e demais drogarias na cidade de Rio Branco-Acre.
Em Santa Rosa do Purus, pode exercer papel fundamental de assistência farmacêutica no município, orientando sobre o uso racional de medicamentos e ACISOS (Ações Cívico Sociais), assistindo as populações indígenas ribeirinhas, levando medicamentos e realizando exames nas aldeias visitadas.
“O ano de 2020, foi um ano complexo para todos os profissionais de saúde, principalmente para os que ficaram na linha de frente combatendo o novo corona vírus (COVID-19)”. No início da pandemia (meios de março de 2020), pude vivenciar as elevações dos preços dos medicamentos e materiais médico-hospitalares utilizados na pandemia. De contra partida, fomos o primeiro batalhão da região norte a realizar um pregão para aquisição desses materiais, abrindo as portas para as outras instituições públicas nas mais diversas esferas (municipal, estadual e federal), para participar deste nosso certame. No mês de Abril o mesmo foi publicado, auxiliando tanto esta Organização Militar, como diversas prefeituras, secretárias estaduais, órgãos federais e as demais forças armadas. Conseguimos testes radiocromatográficos IgG e IgM, para diagnósticos do novo COVID-19 em menos de 30 dias após publicação do certame.
O nosso maior desafio como farmacêutico militar, é manter nossas fronteiras sempre abastecidas da melhor maneira, tento em vista que possuímos Pelotões Especiais de Fronteiras em diversos municípios do Estado do Acre, sendo que alguns, de difícil acesso como é o caso de Santa Rosa do Purus, onde disponibilizados somente de transportes fluviais e aéreos, este último é realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB).
E por fim, nesta grande luta de combate ao novo COVID-19, deposito minha esperança nas diversas vacinas desenvolvidas no mundo, para que as mesmas, possam desempenhar seu papel fundamental de imunização, fazendo com que a população mundial reestabeleça suas atividades fins.

“…o lema do Farmacêutico é o mesmo do soldado: servir…um serve à pátria; outro serve à humanidade, sem nenhuma discriminação de cor ou raça…’
Monteiro Lobato