Farmacêutico em Destaque

 

FARMACÊUTICO EM DESTAQUE

Temos 464 farmacêuticos atuando no Acre em várias áreas. Temos colegas atendendo em farmácias, unidades de saúde, hospitais, no ensino, na pesquisa.
O Conselho Regional de Farmácia reconhece e aplaude cada uma dessas atuações e vai passar a contar essas histórias na série Farmacêutico em Destaque nos nossos espaços de mídia, como o site, face book e Instagram.
Nossa primeira personagem é uma farmacêutica, que atua na região do Alto Acre, na fronteira com a Bolívia e que, graças a um projeto seu aprovado pelo Ministério da Saúde, oferece nova possibilidade de tratamento aos pacientes do SUS. Ela inseriu os medicamentos fitoterápicos na listagem oficial de medicamentos da prefeitura de Brasiléia. Trata -se da farmacêutica Tacília Matos.
E nós queremos contar as histórias relevantes de nossa categoria, como forma de divulgação do seu trabalho e de reconhecimentos por seus esforços. Vamos tratar de casos de inovação, de empreendedorismo e vários outros.
Se você acha que tem uma boa história, podemos conta-la. Acesse nossas redes e sugira. O Conselho Regional de Farmácia vai contar sua história por meio desse quadro Farmacêutico em Destaque!!!

NA FRONTEIRA DO ACRE COM A BOLIVIA FARMACÊUTICA INSERIU OS FITOTERÁPICOS NA LISTA DO SUS

Graças a uma farmacêutica, Brasiléia, localizada a 240 km de Rio Branco, e que fica na fronteira da Bolívia, tem uma grande novidade na área da saúde. Além dos medicamentos alopáticos, os pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS, também têm acesso aos medicamentos fitoterápico nas unidades de saúde do Município.
Essa nova possibilidade de tratamento foi garantida pela farmacêutica Tacilia Feraz de Matos, que é coordenadora da Assistência Farmacêutica de Brasiléia. Ela conseguiu aprovar o projeto dos fitoterápicos junto ao Ministério da Saúde e os medicamentos à base de plantas, fazem parte da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais – REMUME.
Ela explica que os fitoterápicos são dispensados junto com os alopáticos nas unidades de saúde. Entre os medicamentos à base de plantas estão a Isoflavona de Soja, Passiflora Incarnata e a Mikania Glomerata ( xarope de guaco ). “Nas farmácias particulares os homeopáticos já são realidade, mas pelo SUS é uma inovação. Nós estamos garantindo aqui essa alternativa de tratamento que faz muito sucesso e que tem apoio dos médicos, que receitam os fitoterápicos. Alguns substituem em até 90 por cento os alopáticos pra mesma indicação, como por exemplo, o ambroxol que é substituído pelo xarope de guaco”.
Tacilia explica que a Amazônia tem um grande potencial a ser explorado no sentido de garantir mais medicamentos fitoterápicos para os pacientes do SUS.
Tacília Ferraz de Matos, é natural de Santa Rosa do Sul em Santa Catarina e graduada em Farmácia pela Universidade do Extremo Sul Catarinense de Criciúma. Chegou ao Acre em 2012 e atualmente é Farmacêutica Técnica da Farmácia Municipal de Brasiléia e Coordenadora da Assistência Farmacêutica Municipal. Tacilia também é representante do Conselho Regional de Farmácia do Acre – CRF-AC.
Os medicamentos fitoterápicos são definidos pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) como aqueles que são obtidos a partir de derivados vegetais e que os riscos, os mecanismos de ação e onde agem no nosso corpo são conhecidos. Os medicamentos fitoterápicos possuem seus benefícios comprovados pela Organização Mundial de Saúde e, como qualquer medicamento, só devem ser usados com recomendação médica.

 

Farmacêutico em Destaque

Deixe uma resposta

Fechar Menu

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0